Será para sempre amor

10818
Cartaz © Laura Almeida Azevedo
Cartaz © Laura Almeida Azevedo

Aperta-me nas tuas mãos. Olha-me com atenção. Deixa que os nossos olhares digam o que sentimos, o que guardamos em nós. Aperta os meus dedos nos teus e segura-lhes o calor, o nervosismo de te ter à minha frente, a ansiedade do primeiro instante a dois e o desejo de prolongar este momento e de fazer dele tantos outros momentos, sem fim.

Aperta-me nas tuas mãos. As minhas, aqui, brandas, frágeis, nas tuas, fortes, seguras. Quando o amor nos transborda do peito; quando o amor nos treme nas mãos; quando o amor faz de um mero instante uma quase eternidade, é a vida a dar-nos uma razão para ficarmos.

Aperta-me nas tuas mãos. Olha-me, assim, com esses olhos brandos mergulhados em mim. Deixa-me abraçar-te. Abraça-me também. Deixa-me sentir o teu calor no meu corpo e o teu coração a bater bem junto ao meu.

Porque, quando o amor se emociona nos nossos olhos; quando o amor ama no silêncio; quando o amor precisa das mãos entrelaças, apertadas, como se fossem uma só, eu sei: pode o mundo virar-se do avesso, pode o futuro afastar-nos, podemos nós não saber fazer disto felicidade que se prolongue no tempo, mas será para sempre amor.

Para sempre.

PARTILHAR
Artigo anteriorO teu wallpaper de Maio
Próximo artigoÉ urgente nunca desistirmos de nós!
Laura Almeida Azevedo
36 anos. Apaixonada por palavras, desenho e comunicação. Viciada em música e chocolates. Fascinada por pessoas, emoções e cidades grandes. Licenciada em Jornalismo. Designer gráfico, ilustradora e autora do livro «Apetece(s)-me». E a desafiadora-mor da plataforma de escrita criativa: Desafio-te.