Quando te disserem que não és capaz

3657
Cartaz © Laura Almeida Azevedo
Cartaz © Laura Almeida Azevedo

Quando te disserem que não és capaz, não deixes que isso te condicione: porque tu és capaz de tudo, se te esforçares, se te focares — se aprenderes. Quando te disserem que é impossível alcançar algo que desejas muito, em que acreditas, não deixes que isso te faça recuar, que te faça duvidar de ti: nada é impossível e, se tu deres de ti tanto quanto sonhas, consegues tudo.

Quando te disserem que não deves dizer o que pensas, porque não é apropriado, porque pode ferir, porque ninguém te perguntou nada, não deixes que isso te cale: tu também tens uma voz e o direito de dar as tuas opiniões, de defender as tuas ideias, de expressar a tua vontade. Quando te disserem que não podes ir por ali, porque não é sensato, porque preferiam que fosses por outro caminho, não deixes que isso te desvie do que é sensato para ti, do caminho que tu queres: porque caminhar pelos trilhos dos outros não é o mesmo que caminhar pelos teus — não é o suficiente para seres feliz.

Quando te disserem que tens de viver de forma comedida, pela bitola dos outros, ignora-os. Não tens. A única coisa que tens de fazer — a tua única verdadeira obrigação — é seres coerente contigo, com quem és, com o que queres para ti e para a tua vida. E aproveitares cada oportunidade para seres mais feliz.

À tua maneira. Por ti.

PARTILHAR
Artigo anteriorÀs vezes, é preciso saber desistir
Próximo artigoVamos terminar este ano juntos?
Laura Almeida Azevedo
36 anos. Apaixonada por palavras, desenho e comunicação. Viciada em música e chocolates. Fascinada por pessoas, emoções e cidades grandes. Licenciada em Jornalismo. Designer gráfico, ilustradora e autora do livro «Apetece(s)-me». E a desafiadora-mor da plataforma de escrita criativa: Desafio-te.