READING

«Ainda me amas?»

«Ainda me amas?»

apeteces-me_website271

Desligámos o telefone e tanta coisa ficou por dizer.

A minha voz embargada e muda sempre que me perguntavas: «Ainda me amas?»

A minha voz em silêncio com o coração a ferver. Os nervos nas minhas mãos que, sem veres, transpiravam e procuravam entreter-se com qualquer coisa que me distraísse de ti.

«Ainda me amas?»

E a minha respiração acelerada a fazer-me sentir zonza, incapaz de reagir à velocidade com que as nossas memórias apareciam à minha frente.

E desligamos.

Sim, ainda te amo. Ainda te amo, apesar da dor, apesar do abandono, apesar do teu silêncio até hoje. Ainda te amo, sem conseguir respirar este ar sem ti. Ainda te amo, com o estômago comprimido, num nó que me sufoca, cada vez que me lembro que saíste de nós só porque sim. Sem a minha autorização. Sem olhares para trás.

Sim, ainda te amo: mesmo quando a voz me falta para dizer «sim». Ainda te amo, sem poder fugir deste lugar onde não estás, mas que tem ainda tantos vestígios de ti — e de nós.

E amo-te mais ainda do que antes: nesta ausência dolorosa que não dorme e que intensifica tudo o que ainda sinto por ti.


Designer, ilustradora, copywriter e autora. Apaixonada por comunicação, pessoas e cidades grandes. Uma portuguesa a viver em Londres.

Deixa aqui o teu comentário:

INSTAGRAM
SEGUE-ME NO INSTAGRAM
error: Copyright © Este conteúdo está protegido!
%d bloggers like this: