E tudo à volta desapareceu

432

apeteces-me263

Ali estava ele: sentado à minha frente, com aqueles dois olhos negros e tão vivos, com um sorriso largo a revelar duas covas delicadas no rosto magro.

Quando me aproximei, fitou-me com o olhar e pude ver-lhe as sobrancelhas levantadas e três rugas curiosas no centro da testa.

Quando me sentei, sorriu. Inclinou o corpo, sobre o meu, e colou os lábios aos meus.

E, nesse instante, senti-lhe a língua aveludada, inseparável da minha e as mãos. As mãos esguias e longas, firmes.

As peles colaram-se, uma à outra, e tudo à volta desapareceu.

PARTILHAR
Artigo anteriorO que o amor faz connosco
Próximo artigo«Estás feliz?»
Laura Almeida Azevedo
36 anos. Apaixonada por palavras, desenho e comunicação. Viciada em música e chocolates. Fascinada por pessoas, emoções e cidades grandes. Licenciada em Jornalismo. Designer gráfico, ilustradora e autora do livro «Apetece(s)-me». E a desafiadora-mor da plataforma de escrita criativa: Desafio-te.