A imagem que tenho de ti

2376

apeteces-me254

Foge-me a carne pelos meus dedos. A carne dos braços. A carne dos olhos. A carne do meu coração. Queima-me, por dentro, esta paixão louca que sinto por ti — e esta ausência tua que me prende os dedos, que me cega os olhos, que me aperta o coração.

Como consigo ser-me, de novo, sem ti? Não consigo. Já não sou a mesma pessoa que fui. E não sei como a voltar a ser — e nem sequer sinto forças para ir à procura de mim.

Foge-me tudo: excepto a imagem que tenho de ti. Essa nunca vai a lado nenhum. Essa está sempre aqui: a olhar para mim, a relembrar-me de quem já não sou.

PARTILHAR
Artigo anteriorNão importa quem fomos
Próximo artigoPodes trazer-me de volta?
Laura Almeida Azevedo
36 anos. Apaixonada por palavras, desenho e comunicação. Viciada em música e chocolates. Fascinada por pessoas, emoções e cidades grandes. Licenciada em Jornalismo. Designer gráfico, ilustradora e autora do livro «Apetece(s)-me». E a desafiadora-mor da plataforma de escrita criativa: Desafio-te.