READING

Não importa quem fomos

Não importa quem fomos

apeteces-me253

Apetece-me aqui ficar até ser noite. Sem tempo que importe. Sem memórias que prevaleçam. Não importa quem fomos, ou com quem o fomos. Não importa o caminho até aqui.

Apetece-me ficar aqui até ser noite: sem atrás, nem antigamente. Apenas com o agora nos nossos olhos: fixos, atentos. E agarrados a este instante em que [apenas nos] somos.

Sou[-te]. És[-me].
E é tão bom.


Olá! Eu sou a Laura, a autora deste blog e do livro «Apetece(s)-me». Sou também freelancer em desenho gráfico, ilustração, redação de conteúdos e gestão de redes sociais. Paixões? As mais simples: escrever, desenhar, música, varandas e cidades grandes. Atualmente, vivo em Londres!

RELATED POST

Deixa aqui o teu comentário:

INSTAGRAM
SEGUE-ME NO INSTAGRAM
error: Copyright © Este conteúdo está protegido!
%d bloggers like this: