Genuína e inteira

518

apeteces-meWebsite236

Sabes, a força está no equilíbrio destes dois extremos: de um lado, uma coragem quase cega, teimosa; do outro, uma fragilidade imensa que vive a vida com a mesma intensidade com que a coragem diz «eu sou capaz».

E, quanto mais lá no extremo estão estas duas facetas de nós — como numa balança em equilíbrio —, maior é a garra com que vivemos, maior é o coração que temos, maior é o horizonte que queremos abarcar.

E podem ser grandes, enormes, gigantes a comoção e a fragilidade com que olhamos a vida. Mas é também maior, enorme e gigante a recompensa que sentimos: por vivermos esta vida da forma mais genuína e inteira que sabemos.

PARTILHAR
Artigo anteriorA nossa história foi assim
Próximo artigoChorar-te
Laura Almeida Azevedo
36 anos. Apaixonada por palavras, desenho e comunicação. Viciada em música e chocolates. Fascinada por pessoas, emoções e cidades grandes. Licenciada em Jornalismo. Designer gráfico, ilustradora e autora do livro «Apetece(s)-me». E a desafiadora-mor da plataforma de escrita criativa: Desafio-te.