Explicar o amor

538

apeteces-meWebsite229

É difícil explicar o amor.

O amor até consegue ser mais do que aquilo que esperávamos. Consegue surpreender-nos. O amor consegue fazer-nos viver emoções extremas e, às vezes, parece até brincar com os nossos sentimentos. Consegue ser felicidade, mas também uma tristeza absoluta que parece abrir-nos o peito num repente e arrancar-nos o coração inteiro cá para fora. Consegue dar um sentido à nossa vida — e, às vezes, também o tira. Consegue mostrar o melhor de nós, mas também parece meter bichos no nosso lugar.

Sim, é difícil explicar o amor.

O amor é tanta coisa junta que, se tentar encontrar uma só palavra que o explique, não consigo. Porque há tanta coisa que ficaria por ser dita. Porque nenhuma palavra teria a intensidade suficiente – nem a loucura, nem a urgência, nem o sangue a ferver. Nem a cegueira. Nem a inevitabilidade de que ele é feito.

PARTILHAR
Artigo anteriorO amor não escolhe
Próximo artigoQuero-te comigo
Laura Almeida Azevedo
36 anos. Apaixonada por palavras, desenho e comunicação. Viciada em música e chocolates. Fascinada por pessoas, emoções e cidades grandes. Licenciada em Jornalismo. Designer gráfico, ilustradora e autora do livro «Apetece(s)-me». E a desafiadora-mor da plataforma de escrita criativa: Desafio-te.