A loucura que condiciona tudo

2545

ApetecesmeWebsite205
Não há loucura que consiga
ser explicada quando há paixão. Não vale de nada procurar as palavras certas, as comparações mais capazes, as metáforas com mais força. Não vale a pena esburacar a razão e querer que ela viva nas emoções mais urgentes que sentimos na vida. Não vale.

A paixão é isto: esta explicação que não explica, não entende, nem justifica. São as horas lentas em que se chora depois de ter terminado. São os dias infinitos que se está disposto a esperar pelo que acabou. São as saudades angustiantes que dilaceram a boca e que tornam impossível dizer a angústia que se sente — porque é tanta e tão funda.

A paixão é isto. E é uma loucura que condiciona tudo, que nos cega, que nos faz deixar de ver a vida como ela é. E, até que nos curemos dela, pode vir meio mundo tentar explicar-nos a razão — que nós não ouvimos. Nunca ouvimos.

PARTILHAR
Artigo anteriorDevorar-te num segundo
Próximo artigoSabes que o amor é assim
Laura Almeida Azevedo
36 anos. Apaixonada por palavras, desenho e comunicação. Viciada em música e chocolates. Fascinada por pessoas, emoções e cidades grandes. Licenciada em Jornalismo. Designer gráfico, ilustradora e autora do livro «Apetece(s)-me». E a desafiadora-mor da plataforma de escrita criativa: Desafio-te.