Devorar-te num segundo

699

ApetecesmeWebsite204
E tu chegaste
assim e tinhas o sorriso moreno. Olhaste para mim com os olhos cheios de açúcar e eu tive vontade de esquecer a diabetes, o mundo e a razão. Quis agarrar-te com força e devorar-te num segundo — sem ter medo da má digestão que pudesse causar tanta sofreguidão gulosa dos sentidos. E não importou mais nada: só tu e isto. Esta vontade louca de perder a cabeça por ti.

PARTILHAR
Artigo anteriorMais do que esperar-te
Próximo artigoA loucura que condiciona tudo
Laura Almeida Azevedo
36 anos. Apaixonada por palavras, desenho e comunicação. Viciada em música e chocolates. Fascinada por pessoas, emoções e cidades grandes. Licenciada em Jornalismo. Designer gráfico, ilustradora e autora do livro «Apetece(s)-me». E a desafiadora-mor da plataforma de escrita criativa: Desafio-te.