O que nos resta?

368

ApetecesmeWebsite177

Tenho esta sensação parva de que as palavras não dizem aquilo que quero. É como se déssemos cambalhotas, por cima das minhas emoções, e, numa brincadeira inutil, caíssemos sobre o mundo.

As palavras e o mundo ficam a olhar-me: incrédulos, mudos, inconformados e desvairados, como se a responsabilidade do uso das palavras fosse toda e apenas minha.

Mas, quando (também) faltam as palavras, o que mais nos resta?

PARTILHAR
Artigo anteriorSaudade
Próximo artigoFaz-me acreditar
Laura Almeida Azevedo
36 anos. Apaixonada por palavras, desenho e comunicação. Viciada em música e chocolates. Fascinada por pessoas, emoções e cidades grandes. Licenciada em Jornalismo. Designer gráfico, ilustradora e autora do livro «Apetece(s)-me». E a desafiadora-mor da plataforma de escrita criativa: Desafio-te.