Saudade

536
ApetecesmeWebsite176

Podia dizer-te que já não me fazes falta. Podia dizer-te: «Já não preciso de ti e pouco me importa o que é a tua vida sem mim!» Podia dizer-te que o amor não dura uma vida toda e que há sempre um dia em que a ausência já não aperta o coração. Podia dizer-te que durmo melhor as noites sem ti, com mais espaço na cama, e que a casa anda muito mais limpa e arrumada, sem as tuas peúgas espalhadas pelo chão.

Podia. E teria razão em muito do que poderia dizer-te. Mas estaria a mentir. Fazes-me falta todos os dias. Preciso de ti todos os dias. A tua vida, sem mim, é uma ferida aberta no meu peito que me deixa o coração cheio de náuseas. E o amor — o que sinto por ti — dura ainda a minha vida toda.

PARTILHAR
Artigo anteriorO amor ferve
Próximo artigoO que nos resta?
Laura Almeida Azevedo
36 anos. Apaixonada por palavras, desenho e comunicação. Viciada em música e chocolates. Fascinada por pessoas, emoções e cidades grandes. Licenciada em Jornalismo. Designer gráfico, ilustradora e autora do livro «Apetece(s)-me». E a desafiadora-mor da plataforma de escrita criativa: Desafio-te.