Coração amorfo

393
Apeteces-me_161F2
Ilustração © Laura Almeida Azevedo

Já não me importa o que possas dizer, nem mesmo sentir. Já não quero saber das palavras, dos sentimentos subentendidos, dos desejos que nos levam por caminho nenhum.

Os meus sentimentos, por ti, são nada. Estão frios, gelados. A minha sensibilidade já não sente. O meu coração amorfo. As minhas emoções impávidas. E o meu amor já não se submete a ti.

Sou eu. Sou eu quem importa agora.

PARTILHAR
Artigo anteriorAçúcar
Próximo artigoBeijar o amor
Laura Almeida Azevedo
36 anos. Apaixonada por palavras, desenho e comunicação. Viciada em música e chocolates. Fascinada por pessoas, emoções e cidades grandes. Licenciada em Jornalismo. Designer gráfico, ilustradora e autora do livro «Apetece(s)-me». E a desafiadora-mor da plataforma de escrita criativa: Desafio-te.