READING

Gosto de ti há uma vida inteira

Gosto de ti há uma vida inteira

[Fotografia e edição: Laura Azevedo | apeteces-me.com]

Gosto de ti há uma vida inteira. Quando ainda não sabia o que é gostar. Quando gostar era ver-te sorrir nos sonhos doces que tinha. Quando gostar era trocarmos recados, dentro da sala de aula, e esperarmos pelo que o outro tinha de tão bom para nos dizer. Quando gostar era acreditar que, se não te encontrasse naquele dia, a minha vontade de viver acabaria ali mesmo. Quando gostar era esta urgência de ti e esta vergonha tímida de dizer o amor na minha boca ainda criança. Quando gostar era assim.

Gosto de ti há uma vida inteira. Mesmo hoje que sei o que é gostar. Mesmo hoje que sei que gostar é ver-te dormir, descansado nos braços que temos. Mesmo hoje que sei que gostar é trocarmos palavras, dentro da nossa própria casa, e esperarmos pelo sorriso doce que retribui e alenta os dias inteiros. Mesmo hoje que sei que, apesar de a vida não acabar por nos faltar tanto alguém, os meus dias encontram em ti a felicidade maior. Mesmo hoje que continuo a sentir esta urgência de ti, apesar de já não ter aquela vergonha tímida de dizer o amor na minha boca já adulta. Mesmo hoje que gostar (ainda) é assim.

Gosto de ti há uma vida inteira. Aprendi contigo a gostar de verdade. Contra tudo e contra todos. Pela vida fora. Com sonhos e com tempestades nos sentimentos. Com dedos pequenos a agarrar os instantes, em que queríamos ser felizes juntos, e com dedos grandes a agarrar os instantes em que ainda somos tão felizes juntos.

Gosto assim de ti. E quero gostar assim de ti uma vida toda.


Designer, ilustradora, copywriter e autora. Apaixonada por comunicação, pessoas e cidades grandes.

Deixa aqui o teu comentário:

INSTAGRAM
SEGUE-ME NO INSTAGRAM
error: Copyright © Este conteúdo está protegido!
%d bloggers like this: