Esta coragem gigante

306

apeteces-me_093

Olho-te, mas finjo não te ver chegar. Oiço-te a falar, mas baixo o olhar, como se não percebesse que falas comigo. Entendo-te, mas finjo não entender o sentido do que dizes.

Sinto o coração quente, apertado, mas mordo-me por dentro até quase arrefecer.

[Nunca consigo, realmente, arrefecer.]

A paixão é assim. Quero-te, mas não to digo.

Falta-me esta coragem gigante para sermos.

PARTILHAR
Artigo anteriorSabes quem sou?
Próximo artigoGosto tanto de ti
Laura Almeida Azevedo
36 anos. Apaixonada por palavras, desenho e comunicação. Viciada em música e chocolates. Fascinada por pessoas, emoções e cidades grandes. Licenciada em Jornalismo. Designer gráfico, ilustradora e autora do livro «Apetece(s)-me». E a desafiadora-mor da plataforma de escrita criativa: Desafio-te.