Os sonhos comandam a vida

439

apeteces-me_088

Deita-te aqui, comigo, meu amor. Assim: neste silêncio inteiro que nos reconforta, que nos apetece. Deita-te aqui, comigo, para repousarmos do mundo, com os teus dedos nos meus, com a tua pele quente a abraçar-me do frio. Assim: nestes minutos, que podem ser horas, que podem ser dias, onde só o amor apetece — e onde se deixa ficar, em nós, para sempre.

E, um dia, quando fores mais velho, quando fores grande e crescido, quando tiveres sonhos que agarrarás com as tuas mãos e que brilharão tanto quanto as estrelas, poderás recordar este momento. E o que, todos os dias, te digo: «Os sonhos comandam a vida. E merecem que lutemos sempre por eles, meu amor.»

Estarei sempre a guiar-te, a zelar por ti — e, sobretudo, a acreditar em ti. Dali de cima. Vês?

PARTILHAR
Artigo anteriorAbraças-me assim?
Próximo artigoGuardo para mim
Laura Almeida Azevedo
36 anos. Apaixonada por palavras, desenho e comunicação. Viciada em música e chocolates. Fascinada por pessoas, emoções e cidades grandes. Licenciada em Jornalismo. Designer gráfico, ilustradora e autora do livro «Apetece(s)-me». E a desafiadora-mor da plataforma de escrita criativa: Desafio-te.