Desejo mudo

553

apeteces-me_083

Hoje, vou-me embora de tudo o que conheço. Hoje, sem olhar para trás, vou na direção do que me alimenta, do que me tira o sono, do que me aquece.

Hoje, decidi que o tempo não é apenas um amanhã. Que a vontade não é apenas um desejo mudo. Que o amor-próprio não é apenas um compromisso comedido. Que a paixão pela vida não é só sentir o coração quente, em silêncio.

Que é também ir em frente, sem medos, e arriscar. Seja o que isso for. Dê por onde der. Ou mesmo que não dê: é, sobretudo, tentar.

Hoje, vou-me embora — para que não seja tarde de mais, mas, sobretudo, para que não seja nunca.

PARTILHAR
Artigo anteriorCoração em banho-maria
Próximo artigoNão estou feliz aqui
Laura Almeida Azevedo
36 anos. Apaixonada por palavras, desenho e comunicação. Viciada em música e chocolates. Fascinada por pessoas, emoções e cidades grandes. Licenciada em Jornalismo. Designer gráfico, ilustradora e autora do livro «Apetece(s)-me». E a desafiadora-mor da plataforma de escrita criativa: Desafio-te.