Morde-me a língua

641

apeteces-me_081

As tuas pequenas vinganças sabem-me bem. Essas vinganças que dizem tanto daquilo que sentes. Essas vinganças que, ao dizerem tanto, ao dizerem até mesmo aquilo que não queres, se tornam doces e engraçadas.

Morde-me a língua. É esse teu jeito de miúdo que me fascina. É essa tua despreocupação em ser adulto.

Eu brinco de volta. Num retorno absoluto feito de tudo o que é felicidade, conforto e diversão, por te ter sempre perto.

PARTILHAR
Artigo anteriorAs minhas mãos
Próximo artigoCoração em banho-maria
Laura Almeida Azevedo
36 anos. Apaixonada por palavras, desenho e comunicação. Viciada em música e chocolates. Fascinada por pessoas, emoções e cidades grandes. Licenciada em Jornalismo. Designer gráfico, ilustradora e autora do livro «Apetece(s)-me». E a desafiadora-mor da plataforma de escrita criativa: Desafio-te.