Foi assim que nos despedimos

9296

apeteces-me006

Foi assim que nos despedimos um do outro: com o coração a doer, com as palavras apertadas nas nossas bocas. Foi com este calor demolidor dentro do peito, a ferver por dentro, a precisar de ar fresco, a precisar de respirar a noite.

Foi assim que nos despedimos um do outro: com esta angustia feroz a tornar dormente cada centímetro de nós, a ser buraco aflito na garganta, a estar doente e urgente dentro das nossas emoções.

Foi assim. A olhar um amanhã que nunca há de vir. A ter nas nossas mãos um amanhã que não é nosso. A querer muito. A querer tudo. A chorar sem voz. A ser o silêncio que queima a carne que somos, como uma paixão assoladora que nos derruba.

PARTILHAR
Artigo anteriorQue o mundo seja muito mais
Próximo artigoQuando escrevo
Laura Almeida Azevedo
36 anos. Apaixonada por palavras, desenho e comunicação. Viciada em música e chocolates. Fascinada por pessoas, emoções e cidades grandes. Licenciada em Jornalismo. Designer gráfico, ilustradora e autora do livro «Apetece(s)-me». E a desafiadora-mor da plataforma de escrita criativa: Desafio-te.